0
1 In Beleza e Bem-Estar

Vida Saudável | Diário 4: Marmitas saudáveis, quem diria?

Nunca pensei, mas levar marmitas saudáveis para onde eu vou tem sido muito gostoso. Acho que vou adotar esse hábito pra sempre.

Por conta das marmitas saudáveis a segunda semana na dieta restrita foi mais tranquila. Indo pro escritório todos os dias é mais fácil seguir a dieta de 600 calorias.

Passo o dia na minha mesa tomando água e minhas opções de comida são as que estão na lancheira. Na verdade, bolsa térmica, mas eu prefiro falar lancheira, porque é fofo.

Também tenho ignorado solenemente os bolos que sempre estão lá na copa do escritório na hora do café da manhã.

Já em casa a coisa muda e fica bem mais difícil.

Cada cheiro e cada pacote fechado é uma vontade. Especialmente no final de semana, com as opções de gordice me perseguindo.

Por isso que eu contratei uma “personal chef” para fazer marmitas saudáveis de almoço e jantar. Foi indicação da nutricionista e eu quis testar pra ver se iria mesmo ajudar o dia a dia.

O preço desse tipo de serviço assusta a primeira vista.

Mas, considerei que as marmitas seriam feitas só para mim. Seguindo o cardápio e todas as especificações da nutricionista. Respeitando o modo de preparo cheio de limitações e com ingredientes de qualidade.

É mais um luxo que praticidade.

Eu preciso associar essa dieta com prazer, senão a relação com a conida fica complexa demais. Vai perdendo o gosto e pode ter consequências emocionais.

Ter uma comida saudável que respeita as 600 calorias da dieta e que ainda seja gostosa é um “carinho” que me dei.

É aquela coisa eu tô e não tô doente, não posso sarar o corpo criando outro problema pro futuro.

Eu não saberia fazer nem metade das opções que a Chef Thais propôs. A diversidade de pratos que ela fez com poucos ingredientes é incrível e eu tenho gostado muito.

Vou fazer um post só com o cardápio e a avaliação dos pratos em breve.

Tenho levado as marmitas comigo sempre, até quando vou na minha mãe pra não perder o foco.

Essa semana foi tranquilo manter a dieta, mesmo com a vontade de doces.

A constatação da vez é como as pessoas fiscalizam a comida de quem está acima ou abaixo do peso né? Não é nem pra ajudar, vejam só.

Todo mundo enche meu saco com o tamanho da marmita. Em casa, no trabalho, na vida. Não aguento mais ouvir, no café, no lanche, no almoço: “você vai comer só isso?” com aqueles olhos arregalados. Pior que a pessoa continua: “Meu Deus você vai morrer, troca de médico!”

Quando eu comia de tudo eu era chamada de draga, a falsa magra, a que dava PT no kilão, tinha solitária na barriga, veio da Etiópia…

Marmitas Saudaveis - você vai comer só isso?

Pra fechar, ninguém pergunta como estou me sentindo ou se meus exames melhoraram. Quem vê pensa saúde é só o corpo por fora e não por dentro, né? Lembrei de um texto que li no Portal Raízes e fala da saúde emocional e do quanto ela afeta a saúde física (clique).

Ah, na última consulta eu perdi 2.100Kg, somando 3.100Kg em 2 semanas.

Semana que vem eu volto com mais um diário e mais alguma reclamação das pessoas sem noção 😀

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply
    Flávia
    dezembro 5, 2016 at 10:56 pm

    Comida boa e com gosto de carinho é a que fazemos em casa, com atenção e cuidado. Além disso, faz bem pra saúde e pro bolso!

  • Let's talk!