0
Browsing Tag

Séries

1 In Estilo de Vida

The Handmaid’s Tale e Black Mirror

The Handmaid's Tale e Black Mirror

The Handmaid’s Tale e Black Mirror são mais do que puro entretenimento, acho até que elas passam longe disso!

Comecei a assistir The Handmaid’s Tale sabendo que era uma série intensa e tão densa quanto Black Mirror. As duas são muito comparadas, dizem que se você digeriu uma, vai gostar da outra.

Não sou de dar spoilers nas minhas resenhas de série e seguirei assim. Mas, deixo um aviso de gatilho (Trigger Warning). As séries mostram cenas de violência, humilhação, suicídio, assassinato, estupro e racismo.

Recomendo que você só assista se esses gatilhos não te afetarem de forma alguma. As séries são muito pesadas para pessoas que já viveram algo similar ou que podem ter emoções a partir dessas cenas.

As duas séries não tem nada em comum, na forma narrativa e nos formatos. Mas, as duas dão um nó no estômago e na cabeça de quem assiste.

The Handmaid’s Tale e Black Mirror são distopias, que se aproximam MUITO da realidade.

Por isso causam interesse instantâneo e se tornaram sucesso de crítica. As duas séries foram as grandes vencedoras do Emmy 2017.

Black Mirror pega situações reais e eleva ao extremo do comportamento humano. Tudo isso me faz, enquanto o expectadora, questionar o que eu faria?

Black Mirror

O episódio The National Anthem, o primeiro da série, é chocante e dá náuseas. Ao saber que pode ter algo de verdade nele minhas tripas reviram em mim, reportagem: História envolvendo primeiro-ministro britânico e porco traz ‘Black Mirror’ para o mundo real.

Eu me recuso a postar fotos da cena chocante desse episódio de Black Mirror. Só de ver a imagem no Google Images me deu um arrepio de lembrar do episódio, um revirado no estômago. Não quero causar em vocês essa sensação.

Mas, esquecendo a bizarrice da reportagem e da cena, eu pergunto. Numa situação extrema, o que a sociedade espera que um homem, um primeiro ministro, faça? A primeira vista, que ele cumpra seu dever e seja o herói! Destruindo sua vida pessoal e sanidade…

Já The Handmaid’s Tale é uma ficção que se passa em um futuro próximo. Uma ficção que mostra o que o extremo das crenças e poder. Mostra a fé como pano de fundo para criar uma sociedade pura e nova a partir da segregação e subjugamento dos mais fracos. Nada diferente da realidade né?

The Handmaid’s Tale

Assim que assisti os primeiros episódios da série eu fiquei em choque. Em tempos de cura gay, extremismo de Trump, misoginia e intolerância religiosa que vivemos… A Coreia do Norte, gente! Gilead não é tão longe quanto parece!

A qualidade de fotografia, narrativa, elenco das séries nem precisa ser citada. Apesar dos temas pesados as séries tem uma construção que torna “digerível” um episódio de 50 minutos. As narrativas são rápidas, por isso cada episódio precisa de atenção aos detalhes e simbolismos.

Black Mirror eu não consegui assistir mais que um episódio por dia, às vezes, por semana. Já The Handmaid’s Tale terminei a primeira temporada em uma semana. Não por ser mais leve, mas por ser mais fácil digerir que é uma ficção de livro.

São séries que prendem nossa atenção e valem a reflexão depois por horas a fio.

0 In Estilo de Vida

Suits: tudo o que eu amo/odeio na série!

Suits é uma série de drama que envolve a vida de advogados e um escritório cheio de tramas, conspirações e jogos de poder.

Suits é produzida pela Universal Cable e distribuído* pela Usa Network que assina também: White Collar, Psych, Royal Pains, Burn Notice, Monk – e as maravilhosas séries: Law & Order e Mr. Robot.

*Passou a ser distribuído pelo Bravo em 2016.

A série começou a ser exibida em 2011 e está na 5° temporada – tem 4 disponiveis no Netflix BR.

Quero te contar o que eu amo e odeio em Suits, porque se você estiver na dúvida sobre assistir ou não essa série, eu posso te ajudar!

 

Séries de advogados são clichês e Suits não foge disso, os casos são repetitivos, os clientes e a narrativa de tribunal idem.

suits-tudo-sobre-1

Mas, o foco da série não são os casos do escritório e muito menos os viéses da lei.

A série fala de pessoas e suas relações consigo mesmos, com os outros, o trabalho, a ética, a sociedade e o dinheiro.

 

Suits tem personagens coerentes, humanamente e profissionalmente. Os advogados são babacas, arrogantes, manipuladores, choram, roubam, demonstram fraqueza de formas estranhas, acham que estão sempre certos e isso é tão humano quanto parte da profissão deles.

suits-tudo-sobre-5

A ética é questionada constantamente na série, assim como lealdade, amizade e o sentimento de ser família. Suits questiona esses valores com situações extremas, como fraude, dinheiro e amor.

A narrativa é direta ao ponto, mostra de cara o que a série quer mostrar. Mas, como toda série de drama tem uns romances bestas, que não levam a lugar nenhum e personagens chatos. Mas, faz parte da trama, para dar um pouco de leveza.

As mulheres da série são ótimas. Donna é fabulosa, Jessica rouba muitas cenas. Donna é fabulosa, vale repetir!

suits-tudo-sobre-6

Mesmo as mocinhas tipo Rachel Zane e a Scottie que entram mais pelo romance que por serem cruciais. Vale acompanhar as mudanças de Rachel, viu?

suits-tudo-sobre-2

O figurino é impecável! A mudança nas caracterizações, a medida que os personagens crescem, é sutil em relógios, jóias e cabelos, mas bem feita!

As frases de efeito com música crescente ao fundo são ruins. Mesmo quando Jéssica Pearson fala e sai da sala andando rápido e firme: clichê!

suits-tudo-sobre-3

Suits tem uma trilha sonora respeitável, aperta o play no Spotify para conferir:

Agora o júri pode tirar suas conclusões sobre Suits. Mas, se minha opinião não ficou clara aqui vai meu argumento final:

Suits é politicamente incorreto, não tem um herói convencional. Os personagens principais tem índoles questionáveis e ao mesmo tempo é fácil gostar deles.

suits-tudo-sobre-7

Não poderia esquecer do Louis Litt, melhor personagem para rir, chorar, odiar e amar! Sério, mesmo não sendo um galã, Louis rouba as cenas e cresce ao longo da série!

 

suits-tudo-sobre-4

Melhores expressões faciais!

Suits - Louis Litt

Suits é uma história fácil de acompanhar, mas que não deixa de ser instigante.  Não está entre as minhas séries favoritas, mas eu assisto uma temporada em 2 dias e até agora não fiquei desapontada com a série.