0
Browsing Tag

Produtos de Beleza

1 In Beleza e Bem-Estar

Como fazer cauterização no cabelo em casa?

Como fazer cauterização no cabelo em casa - kit salon line

Um belo sábado me arrumando para um compromisso resolvi fazer cauterização no cabelo em casa.

Sou super adepta de ir ao salão de beleza sempre, toda semana se pudesse. Mas, nem sempre dá tempo, por isso tenho minhas opções salva vida.

Usei o kit Cauterização E Queratinização Salon Line Nutrition. Em uma hora consegui fazer cauterização no cabelo em casa sem grandes dificuldades.

Antes de ler sobre o kit e o passo a passo para fazer cauterização no cabelo em casa eu pesquisei pra saber a diferença entre cauterização e queratinização.

O que é cauterização?

É o processo de reconstrução da camada externa dos fios, de realinhamento da estrutura capilar a partir do uso combinado de produtos com princípios reconstrutores e hidratantes associados ao calor. A cauterização é feita com queratina e acrescenta essa proteína aos fios, por isso a cauterização reconstrói a massa capilar, recupera as fibras e a elasticidade do cabelo e é indicada para quem está com os fios danificados.

O que é queratinização?

A queratinização é a adição de queratina nos fios a partir do folículo externo. Nosso cabelo perde essa proteína com a exposição aos raios solares, poluição ou tratamentos químicos. Repor a queratina no fio ajuda a cicatrizar as cutículas do cabelo, hidratar profundamente e restabelece a elasticidade dos fios.

Qual a diferença entre cauterização e queratinização?

As duas técnicas usam a queratina para reconstruir a fibra capilar. Mas, são técnicas diferentes.

A cauterização consiste em aplicar a queratina, selar com chapa quente para incorporar a proteína ao fio. Já a queratinização usa, além da queratina uma série de hidratantes e máscaras ricos em colágenos e elastina, que repõem o manto hidro lipídico (água) dos fios.

Na queratização o uso de calor para finalizar é opcional, na cauterização é obrigatório por isso o nome: cauterizar.

O kit cauterização e queratinização Salon Line Nutrition une os componentes ativos para as duas técnicas, com foco em queratinizar os fios e selá-los com a prancha ao final.

Um aviso: Nada substitui um profissional! Se o seu cabelo estiver muito danificado vá ao cabeleireiro. Queratina em excesso pode deixar os cabelos rígidos, fazendo com que quebrem mais facilmente.

Como fazer cauterização no cabelo em casa?

1 – Limpeza profunda dos fios

A limpeza profunda começa abrindo a cutícula dos fios para receber os tratamentos. Eu massageei bem o couro cabeludo e as mechas de cabelo até sentir os fios realmente limpos.

Não senti que essa limpeza ressecou os fios na lavagem, mas a sensação de limpeza é perceptível.

2 – Aplique a queratina líquida

Dica: a queratina da Salon Line é beeemmm líquida mesmo, ao abrir e virar eu derrubei quase metade 🙁

Basta aplicar nos fios, mecha por mecha e deixar agir por 5 minutos, não precisa enxaguar.

3 – Aplique o Reconstrutor Nutrition

Em seguida são mais 5 minutos com a máscara reconstrutora agindo. A máscara tem uma textura de condicionador, fácil de espalhar e bem leve.

Depois é só enxaguar bem os cabelos, retirando todo o resíduo de produto.

Uma observação: no banho eu não senti cheiro algum nos produtos, nada além do cheirinho de banho tomado.

4 – Secar e selar os fios

No kit vem um protetor térmico hidratante e você deve aplicar nos cabelos úmidos. Eu tirei o excesso de água com a toalha e apliquei.

Não fiz escova, como a marca recomenda, só sequei com o secador e depois fiz a selagem com a prancha em 90°. Na selagem você sente aquele cheiro característico de salão de beleza, eu particularmente gosto!

Como fazer cauterização no cabelo em casa - kit salon line 2

Avaliação Final:

Logo após terminar de selar eu senti meu cabelo pesado, com aspecto de oleoso e muito liso, esticadinho.

Esperei 1 dia e fiz a primeira lavagem, aí sim cabelo ficou soltinho, muito sedoso e com brilho.
Da raiz as pontas eu sinto meu cabelo mais hidratado e muito brilhante, além de estar mais sedoso e macio.

Outra coisa que percebi é a sensação dos fios mais encorpados, sem frizz e muito disciplinados.

A cauterização pode ser feita em intervalos de 30 a 45 dias, dependendo de como estiver o seu cabelo. O kit rendeu muito e acho que dá mais umas 3 aplicações, tirando a queratina que eu derrubei.

Opinião final:
Eu gostei da opção de fazer cauterização no cabelo em casa, o resultado para uma primeira vez ficou digno e achei o kit da Salon Line bem simples de usar e entrega o que promete.

Preço do kit: R$ 25 realidades em média. No site da Salon Line a linha não existe mais, porém nos mercados e perfumarias ainda é possível encontrar.

1 In Beleza e Bem-Estar

Botox Capilar: vale a pena?

botox capilar - vale a pena?

AMO registrar minhas experiências de beleza aqui no blog! Eu fiz o tal botox capilar e te conto se vale a pena.

Eu cismei que tinha que fazer algo no cabelo exatamente no dia 30. Dia de pagamento que dia feliz <3 Mas, achar vaga em salão que seja bom nunca é fácil com minha vida nômade e sem horários 🙁 acabei arriscando no salão da esquina de casa, onde normalmente faço só as unhas e fui bem surpreendida.

Eles sempre me atendem bem e por WhatsApp, mas sou muito medrosa com cabelo. Afinal, eu tenho calvície e preciso valorizar cada fiozinho. Troquei algumas mensagens com o salão e criei coragem, além de mudar bem meu corte de cabelo eu fiz pela primeira vez um botox capilar (similar).

Chamo o botox capilar que fiz de similar porque, ao que tudo indica, o verdadeiro BOTOX CAPILAR é só o da marca L’oreal – uma patente registrada – por isso os demais se chamam BTX, BTOX, Botox Hair e etc.

O botox capilar é uma hidratação potencializada, na verdade, é um tratamento que sela a cutícula dos fios e repõe a massa perdida pelas agressões como sol e poluição. O botox capilar elimina pontas duplas, os fios arrepiados e diminui o volume do cabelo.

Em geral, o botox capilar só é feito em salão e o processo demora entre uma hora e uma hora e meia. Os produtos usados são complementados com a finalização com escova e prancha, o que ajuda na fixação do produto.

O efeito do botox capilar pode durar até três meses, dependendo de quantas vezes você lava o cabelo e os cuidados que tem. O preço fica entre R$ 100 e R$ 200, aqui no meu bairro.

Ah, o botox capilar não é aquele tratamento de “plástica dos fios” tá?  A tal plástica é uma re-queratinização – que eu já fiz em casa e preciso contar aqui como foi. Os dois processos cuidam do fio para melhorar a aparência externa, mas a queratinização dura menos por não ter ativos que selam as cutículas do fio e se soltam na primeira/segunda lavagem.

O botox capilar é indicado para cabelos com muito frizz, pontas duplas e com aspecto seco e opaco – tudo que meu cabelo estava precisando!

O produto usado no salão foi o BTX da Phytoca, marca que eu nunca ouvi falar, mas que depois de usar e pesquisar eu gostei muito.

Além de ser nacional – é ótimo poder incentivar os pequenos negócios brasileiros – não testam em animais e todos os produtos não tem sal, sulfatos, corantes e parabenos!

Os princípios ativos do BTX são proteínas hidrolisadas, colágeno, aminoácidos, manteigas vegetais e silicones nobres (por isso não é liberado para quem faz no poo).

O processo do botox capilar foi simples: começamos com a lavagem com um shampoo detox de limpeza profunda. Retira-se o excesso de água dos fios e aplica o produto como se fosse uma máscara, deixando agir. No meu caso aguardamos 30/40 minutos para depois enxaguar, cortar, secar e pranchar.

O botox capilar promete uma hidratação intensa, reconstrução da fibra capilar, reposição hídrica, brilho, maciez e redução de volume. Posso dizer que tudo isso ele cumpre de imediato, sem ativos que agridem os fios e sem mudar a estrutura do cabelo – ele não alisa, tá?

Vale a pena fazer o botox capilar?

Pra mim, o botox capilar – mesmo o similar – vale a pena sim. Não posso comparar com uma simples hidratação, mas, falando em valores o custo é similar e o botox tem mais benefícios.

O botox é mais que uma hidratação, tem ativos que cuidam do fio e não só repõe água e o efeito é um cabelo muito mais tratado. Comparando em valores, uma hidratação no mesmo salão de bairro que fiz custa, em média, R$ 100 e deve ser repetida mensalmente. Com um pouco mais de dinheiro, eu fiz o botox capilar que vai durar uns 3 meses, a relação custo benefício é maior.

Agora quero ver quanto tempo, de verdade, o efeito dura e volto pra fazer update no post.  Acompanha o meu instagram que eu mostrei o corte e vou dando atualizações em tempo real sobre o cabelinho.

É isso, o botox capilar é simples rápido e eficiente. Paguei feliz e recomendo 🙂

 

0 In Beleza e Bem-Estar

Protetor solar antiacne: Vichy Idéal Soleil Antiacne

Protetor solar antiacne Vichy Idéal Soleil Antiacne

Protetor solar para pele oleosa já é difícil de achar, agora protetor solar antiacne é de desconfiar né? Pois bem, eu tenho a pele mais oleosa do mundo e acne adulta. Testar o Vichy Idéal Soleil Antiacne foi tipo missão de honra, por que se ele vencer minha pele, ele vence qualquer uma.

A Vichy desenvolveu esse protetor solar antiacne especialmente para a pele brasileira. Por isso, é indicado para peles oleosas, com tendência à acne ou acneicas.

O que promete:

  • Eficácia comprovada antiacne;
    Alta proteção solar FPS30 e ppd 17.8;
    Ajuda a reduzir acne e poros;
    Eficácia antioleosidade;
    Controla o brilho e oleosidade por 9 horas*.

*Teste com 53 consumidores, autoavaliação após 9 horas a aplicação.

Diferenciais da fórmula:

Poderoso Complexo Antiacne que auxilia no combate do ciclo de formação da acne, seus elementos:
Ácido Salicílico: Promove renovação celular atuando na desobstrução dos poros
LHA: Microesfoliação precisa, ajuda a impedir a formação de cravos
Niacinamida: Possui ação anti-inflamatória, atua inibindo as lesões inflamatórias
Sebustop: É um complexo adstringente e antisséptico. Ideal para o controle do excesso de sebo e o aspecto “brilhoso” da pele.

Minha experiência

Eu uso Vichy há alguns anos, sou adepta dos produtos de limpeza de pele e hidratação da marca.

Uso protetor solar todo dia antes da maquiagem e foi assim que inclui o Vichy Idéal Soleil Antiacne na rotina.

A textura dele é média, mas ainda leve, nem muito encorpado nem muito líquido. Aplico tranquilamente e a pele absorve bem. O primeiro ponto positivo é que ele não seca rápido demais a ponto de descamar ou atrapalhar a maquiagem. Mas, claro como qualquer protetor de toque seco se esfregar muito ele “solta” um pouco.

Protetor solar antiacne: Vichy Idéal Soleil Antiacne

Segundo ponto positivo: ele não deixa a pele esbranquiçada, ele some em segundos na aplicação. Isso é raro em protetor solar para pele oleosa e matificante.

Ele segura bem o brilho e oleosidade, no meu caso não por 9 horas. Mas, usando um primer + maquiagem matte esse efeito antioleosidade e brilho é potencializado.

E o quesito de ser um protetor solar antiacne?

Eu gosto de testar tudo por pelo menos 1 mês para dar um panorama bem real nas avaliações.

Estou usando o Vichy Idéal Soleil Antiacne há pouco mais de 2 meses e o que aconteceu na real foi:

Eu tive mais espinhas depois que comecei a usar, mas no meu caso não é só a produção de oleosidade que interfere na acne. A pele com acne adulta demora a acostumar com produtos e tem esse efeito rebote.

Hoje, já passando dos 2 meses eu acho que a pele está acostumando e o efeito rebote diminuindo.

A minha pele não é parâmetro para avaliar o efeito antiacne, infelizmente.

Protetor solar antiacne: Vichy Idéal Soleil Antiacne

Mas, com tudo isso, o que eu achei do Protetor solar antiacne da Vichy?

O controle de oleosidade foi mesmo o que me ganhou! Mas, o fato de não sentir nenhuma ardência ou desconforto mesmo com as inflamações, também é um plus da Vichy.
É bem difícil achar protetor solar que não adicione oleosidade na pele e que segure o brilho ao longo do dia. O Vichy Idéal Soleil Antiacne se saiu muito bem na minha pele oleosa.

Um terceiro ponto positivo, pra fechar, é o formato de bisnaga. Dá pra apertar até a última gota do produto pra não desperdiçar.

1 In Beleza e Bem-Estar

Melhor protetor solar do (meu) Verão 2017

O melhor protetor solar do verão 2017

A tarefa começou bem antes do verão, uma maratona, uma busca atrás de amostras e testers nas farmácias do bairro e perto do trabalho. Virei o terror dos balconistas, mas valeu a pena! Eu comprei e concluí qual é o melhor protetor solar do (meu) Verão 2017!

Não se assuste se um dia eu te oferecer um protetorzinho pra passar nos braços. Eu peguei essa mania e virei fornecedora de protetor e repelente pra família na nossa mais recente viagem pra praia.

Mas, nem sempre fui assim.

Tenho manchas na pele por conta da exposição ao Sol e minha família tem casos de câncer de pele. Fora isso, em casa temos tons de pele muito diferentes… Um irmão moreno bronzeado, uma irmã branquela, uma dourada e eu morena amarelada de escritório. Nunca deu pra mamis comprar protetor solar, sabe?

Mas, esse verão eu estava prestes a realizar o sonho de conhecer uma ilha e eu escolhi logo uma ilha na Bahia! Justo onde tem dois Sóis para cada morador e três pra cada turista.

Por isso, na pesquisa antes da viagem estava na minha lista: achar o melhor protetor solar!

Sim, só o melhor, não importava o preço! Só me importava que eu não pegasse insolação e claro, pudesse, ficar a vontade no Sol.

Depois de muita pesquisa e quase ser expulsa de duas farmácias eu não só acertei na opção para a viagem como estou usando os escolhidos desde então e o preço foi bem amigo!

Começando pelo primeiro que eu usava ao acordar as 6 da manhã – pra trabalhar – com o Sol rachando o coco na Bahia.

– Sim, eu trabalhei nos meus 7 dias de férias na Bahia, fazer o quê, né?

NEUTROGENA Sun Fresh Protetor Solar FPS 60:

Uso esse fator mesmo não sendo branca e não tendo a pele extremamente sensível ao Sol. Sempre uso protetor de fator alto antes da primeira exposição ao Sol na praia ou ao ar livre.

Esse protetor solar da Neutrogena é um dos mais resistentes à água e ao suor que eu já usei. Sei disso porque tenho o péssimo hábito de demorar a reaplicar o protetor!

Na aplicação a pele absorve rápido, tem uma textura deliciosa e hidratante, a fragrância é suave e a proteção dura na pele.

Sobre a proteção dele, só posso dizer que os branquelos da minha casa usaram e não se queimaram, nem ficaram pimentão.

Esse ainda é o único protetor solar que consigo fazer o Excelentíssimo usar sem reclamar que fica grudando. Pela primeira vez, o cidadão não ficou ardendo depois de uma viagem pra lugares expostos ao sol em plena Bahia!

E ele é bem branco! Quase transparente 😀

Ah, o Neutrogena de FPS 50 era o meu reserva pro Excelentíssimo, porque para reaplicar ele não pode usar só o FPS 30 que eu uso.

Eu também usei esse reserva de FPS 50 no rosto quando esqueci o meu no quarto. Mesmo não sendo específico para pele oleosa e rosto, deu pra usar tranquilamente.

Ou seja, aprovadíssimo e custa R$ 40 a R$ 55 em média. –

Eu sou cliente-lover da marca e confesso que demorei a me render aos protetores solares da Neutrogena. Agora é mais um item que sou fiel.

O segundo melhor protetor solar que entrou na minha seleção é o SUNDOWN Pele Molhada Spray FPS 30.

Preciso dizer por quê? Porque dá pra usar com a pele molhada, porque é spray e facilita a vida. Depois que eu uso um protetor com alto fator de proteção eu intercalo com a proteção padrão, FPS30, pra bronzear um pouco. Mas, o Sundown spray também tem versão com FPS 50 pra quem não quer dourar a pele.

O preço é bem amigo, de R$ 28 a 35, em média.

Avaliação final: o melhor protetor solar do meu verão 2017!

São marcas completamente diferentes, propostas de cuidado diferentes, mas ambas excelentes.

O protetor solar da Neutrogena me conquistou pelo poder absoluto de proteção e pelo rendimento. O Sundown é ótimo, mas em spray não rendeu muito, ainda mais com 2 adultos (de 1.70m e 2m) usando.

Eu estou sempre com as duas marcas na mala e uso muito.

O bom foi que no começo do Verão eu peguei uma promoção no mercado e comprei tudo em combo. Neutrogena com 2 embalagens de 200 ml por R$ 70 e Sundown com 2 sprays por R$ 50. Compensou super!

1 In Beleza e Bem-Estar

Volume no cabelo só com shampoo e condicionador? | L’oreal Volumetry

Eu tenho pouco cabelo, os fios são finos/médios, e tenho raiz oleosa então volume no cabelo aqui é uma coisa tensa.

Se meu cabelo está muito seco, fica espigado e armado. Agora, quando está saudável, fica escorrido e sem graça.

Eu recebi da Kutiz o shampoo e condicionador L’oreal Volumetry. A promessa é de ação anti gravidade, limpeza profunda aliada a ações hidratantes e reconstrutoras.

Na minha opinião o que a Linha L’oreal Volumetry tem de mais atrativo é a sua fórmula com ácido salicílico que limpa suave e profundamente o couro cabeludo, diminuindo a oleosidade.

A dupla de tecnologias Intra-cylane™ e Hydralight tratam o córtex do fio. A Intra-cylane™ preenche a fibra capilar e reforça a estrutura de dentro para fora. Enquanto a Hydralight hidrata e condiciona.

De imediato o que me agradou foi o perfume maravilhoso e que fica no couro cabeludo. Um herbal que lembra um cheiro de mato que eu não sei descrever. Parece algo da minha infância, cidreira ou capim santo talvez?

Só sei que é fresco e muito gostoso, parece com o perfume da linha green tea do Paul Mitchel.

As texturas são bem gostosas de aplicar. O shampoo é mais líquido e leve, o condicionador consitente na medida.

Volume no cabelo - Loreal Volumetry-1

O shampoo Volumetry é leve, faz uma espuma suave e limpa bem.

Mesmo nos dias de cabelo mais oleoso, depois de malhar por exemplo, uma moeda do shampoo dá conta.

O condicionador Volumetry não pesa, mas sinto que deixa a desejar na hidratação.

Não sei se é a combinação com o shampoo, mas meu cabelo fica um pouco seco depois de usar. Mas, finalizo com um óleo ou com leave-in para não ficar espigado.

Eu registrei o antes e depois com o cabelo sem finalizar de propósito – foto fake não é comigo. Só com o cabelo 100% natural é que faz sentido um antes e depois, para que o efeito “anti gravidade” ficasse bem claro e não parecesse efeito do secador.

Claro que o cabelo tá feio sem ajeitar, porque secou ao natural, mas relevem:

Volume no cabelo - Loreal Volumetry antes e depois

No antes (acima) dá pra ver que o cabelo fica mais “longo” e o efeito do Volumetry sobe as pontas e deixa o ondulado mais cheio.

Eu gosto desse ondulado mais volumoso no cabelo natural, passo um óleo finalizador e pronto. Não recomendo usar nada pesado nos fios para finalizar, se não o peso do cabelo anula o efeito anti-gravidade do Volumetry.

A linha volumetry também tem um spray finalizador. Mas, fico devendo uma avaliação, porque não veio. Sei que é um leave-in volumizador que intensifica o volume no cabelo com uma borrifada e que dizem ser ótimo!

Avaliação final:

A linha cumpre o que promete e facilita a vida só com 2 produtos. O efeito de volume no cabelo é imediato, mas se você finalizar com uma escova fica ainda melhor.

Embora a embalagem seja pequena, 250ml no shampoo e 150ml no condicionador. Para cabelos finos que não pedem muito produto rende muito bem. Com o uso contínuo o couro cabeludo fica mesmo mais limpo e não preciso mais passar o shampoo 2x, mesmo depois da academia.

Volume no cabelo - Loreal Volumetry-3

Se quiser comprar a Kutiz me deu um cupom de desconto: FLORDELIZ15, .uma ajudinha de R$ 15 a cada R$ 180 em compras!