0
3 In Estilo de Vida

Em ritmo de fuga

Em ritmo de fuga é o nome brasileiro para “Baby driver!”, um dos lançamentos desse mês no cinema.

 – Duas pautas de cinema seguidas porque eu além de amar cinema, eu tô dando muita sorte nos filmes esses tempos.

Só pelo título, já dá um preconceito-zinho, né? Uma versão musical de Velozes e Furiosos? Um filme de sessão da tarde?

Confesso que tenho pré-conceitos com filmes e livros. Mas, por sorte, eu sou sembre aberta para ser surpreendida. Já contei como o livro “A culpa é das estrelas” me surpreendeu e fez eu ir me matar de chorar no cinema?

Em ritmo de fuga é um mix de enredo leve, cenas de ação bem executadas e uma trilha sonora impecável!

Sim, trilha sonora impecável, que aliás estou ouvindo nesse momento e recomendo que vocês façam o mesmo! Clica aqui que tem a lista completa de músicas pra ouvir no Spotify ou Youtube!

Soma com a trilha uma direção de imagem e fotografia que trazem a gente pra dentro cena. São frames com um alinhamento na trilha que faz todo mundo bater os pés-zinhos e balançar a cabeça no ritmo da música.

 

em ritmo de fuga - baby driver

 

Nas cenas, as músicas são parte do diálogo narrativo. Precisa prestar atenção para pegar os “easter eggs”. Como por exemplo, a música dizendo “nenhum lugar para fugir, nenhum lugar para se esconder” quando Baby está preso no meio de uma negociação de armas, mais perdido que cego em tiroteio.

Essa é a pegada do filme, bem ritmado, sem excessos e que usa muito bem o poder do sincronismo para pegar nossa atenção por inteiro. A edição é perfeita nesse sentido, a cartela de cores é final dos anos 80, mas com ares de anos 70, sabem? Cores saturadas, figurino da vergonha que fica lindo nos personagens.

 

Em ritmo de Fuga - cenas

 

Atenção especial ao sincronismo de cores, ritmo e música da cena da lavanderia. Um filmão da porra camuflado em sessão da tarde, diria eu, a empolgada.

Mas, a verdade é que Ritmo de fuga tem uma coisa que eu amo em storytelling que é a força do anti-herói*. A história não é de gente boazinha, sofridinha e blá blá blá… Até tem um pano de fundo que nos faz ter identificação ali no contexto, mas é de gente com culhões, entende?

*Se você gosta de escrita pesquise sobre monomito pra entender como nascem os bons enredos de filme, livros, novelas e etc.

 Se isso não bastar o elenco vai te convencer. Sério! Temos atuações pontuais mas, muito bem colocadas em cada cena.

Kevin Spacey, o Doc, quando aparece dita a cadência “anti-herói” da trama, a gente não pega simpatia pelo personagem dele, mas quase… Já Jammie Fox, o Bats, eu amei odiar com força! Fecho com o Jon Hamm, o Buddy, eterno Dom Draper de Mad Men que é lindo tiozão e subiu na minha avaliação ao longo do filme.

Esses que citei nem são os protagonistas, tá?

O Baby driver, é Ansel Elgort, falei da culpa é das estrelas, né? Fofo, cara de bebê mesmo e atuação fofa também, você não pega oódio, nem amor, mas no final você gosta dele. Com um pouco menos de destaque no filme temos Lily James, a Cinderella, como Debora.

em ritmo de fuga - poster

 

O desfecho me agradou muito, muito! Como sigo uma política de SEM SPOILERS nas resenhas do blog eu deixo pra vocês assistirem, mas eu gostei da trama, enredo e narrativa do começo ao fim!

A trilha sonora foi construída como parte do enredo e narrativa do filme, por isso casam tão bem, indico a leitura dessa reportagem na Esquire onde o diretor e escritor do filme fala das referências musicais com detalhes.

Em ritmo de fuga prova que filmes de ação com um ritmo acelerado podem ser escritos com inteligência sem sacrificar emoções.

Deixo o link de uma resenha mezzo negativa sobre o filme do PopSugar pra dar o contra ponto, mas as avaliações no Rotten Tomatoes estão ~na média~:

em ritmo de fuga - baby driver - rotten tomatoes

You Might Also Like

3 Comments

  • Reply
    Sônally Michelle
    agosto 2, 2017 at 9:15 pm

    Amando seu Blog, que trabalho lindo!!
    Que luz linda que você tem, parabéns, que Deus te abençoe muito para você continuar transmitindo essa energia tão boa. Obrigada por fazer meus dias melhores, tenho aprendido muito com você, e tem sido uma transformação por dentro, pra melhor. És incrível!! ♥

    • Reply
      Lis
      agosto 3, 2017 at 12:58 pm

      Ah que delícia ler isso no meio de um dia turbulento!
      Eu nem sei o que dizer, venho aqui falar da minah realidade, desabafar e se puder ajudar alguém eu já me sinto realizada.
      <3 volta sempre tá?

  • Reply
    Cherryl
    setembro 13, 2017 at 11:00 pm

    Good !
    Cool! I love your blog.

  • Let's talk!