0
All Posts By

Lis

0 In Estilo de Vida

A entrega dos vestidos de noiva: antes tarde do que mais tarde!

Se você chegou agora, provavelmente, não sabe que ano passado eu doei quatro vestidos de noiva aqui no blog.

Toda a motivação, o concurso e a dinâmica está aqui nesse post: vai casar e quer ganhar o vestido de noiva? e as histórias ganhadoras, aqui.

Demorou pra eu compartilhar o vídeo com a entrega dos vestidos de noiva por uma motivo muito íntimo e pessoal. Como sempre digo: BEM VINDAS, A MINHA VIDA NA INTERNET, isso aqui é vida real, né?

Senta que lá vem história:

Quando comecei com a ideia de doar os vestidos era um momento da minha vida, tinha uma motivação e me decidi a fazer algo que tivesse significado para mim.

Quis ajudar, de uma forma simples, a realizar o sonho de mulheres que chegam aqui no blog.

No meio do processo e da ativação eu tomei uma rasteira da vida. Minha vida virou um caos, por dentro e por fora.

Foram meses até eu colocar o concurso no ar, mas queria estar inteira quando fizesse isso. Esperei para colocar vários meses depois do meu aniversário, o projeto 30 para os 30 mudou de prazo, mas não de sentido.

Achei que a vida estava voltando ao rumo, mais tranquila encarei a vergonha e coloquei o vídeo no ar, fiz o concurso e chegou o dia de entregar os vestidos.

No dia da entrega dos vestidos eu realmente sentia que a vida estava de novo sorrindo pra mim.

Gravei um vídeo todo emotivo e pessoal, abri o coração. Nada daqui do blog é pessoal ou intimo no nível que o vídeo ficou, eu realmente estava mudada, sabem? Eu falava de situações e pessoas que naquele momento eu achei que estivesse inteira pra falar.

Mas, a vida real amigas, não é mole!

Tomei mais uma rasteira, nada daquilo que eu acreditava fazia sentido mais e eu não conseguia nem assistir o vídeo sem ter vontade de vomitar (sem exagero).

O vídeo não fazia mais sentido e eu não conseguia passar ele pra frente com a felicidade que esse projeto me trouxe.

Eu nunca fiz algo tão bacana com o blog, algo que realmente impactou e mudar (um pouquinho) a vida de mulheres que me lêem aqui.

A entrega dos vestidos de noiva precisava ser contada.

Era uma história do blog e não só minha pessoal. Não é pra ostentar, nem nada, é pra celebrar, pra me lembrar que eu consegui dar fim a uma dor fazendo o bem!

As minhas falas, em especial, o agradecimento final teve que ser MUITO editado pra chegar nessa versão. Teve que ser editado sem eu conseguir assistir, valoriza aí com um like <3

Por sorte, o Léo Ronki é incrível e profissional como poucos. Ele sabe o que deve ir proo ar no meu Youtube (melhor que eu) e fez a edição de um modo que eu JAMAIS consegueria fazer.

Saiu a dor, saiu a parte da história que é só minha e não faz sentido, ficou a história que é do blog.

Por isso, o vídeo é bem rapidinho, são só 5 minutos para mostrar as ganhadoras de SP e as mensagens das ganhadoras de fora!

Além de puxar mais uma vez o saco do Léo, agradecer pelo trabalho e recomendar que vocês também contratem ele para serviços de áudivisual.

Quero agradecer a Michelle que me recebeu, ouviu, conversou, acolheu e me deu um abraço restaurador! Michele tem um ar de gente do bem, tem empatia no olhar e me fez um bem enorme sem saber!

Agradecer a Brendali que tem um brilho no olhar e uma energia tão lato astral que me encantou! Como o chefe dela me disse no dia da entrega: essa menina merece! Merece mesmo e me fez muito bem conhecer um pouco da história dela!

Agradecer a Liliane que mesmo na dor não desistiu da vida e está experimentando o milagre da renovação da esperança e construindo uma família.

Agradecer a Sonally que com sua família linda e presença constante no meu Instagram me faz ter a certeza de que o amor existe e que família é sim a coisa mais preciosa que podemos formar nessa vida.

Desejo que todas essas quatro mulheres sejam ricamente abençoadas pela vida, sigam acreditando e vivendo o amor e possam espalhar o bem pelo mundo.

Vamos juntas meninas!

2 In Estilo de Vida

O que é Estilo de Vida?

O que e Estilo de Vida - destaque - Lis Life

Vamos falar sobre o que é estilo de vida?

Por que blogs de estilo de vida estão tão na moda? Qual o segredo da nova febre dos “life coach” ou “lifestyle mentor”?

Temos uma avalanche de Puglieses e Tony Robbins surgindo a cada dia. Influenciadoras que arrastam milhões e faturam igualmente maquiando a vida que tem.

Instagram é a rede social mais nociva a saúde mental – Fonte: Super Interessante.

Ao mesmo tempo que temos uma geração de pessoas que sofre ao tentar se encaixar nos padrões de estilo de vida ideal.

Pessoas que sofrem danos reai na sua autoestima e passam a buscar algo que nem se quer é real a partir da influência.

Estadão: Brasil tem maior taxa de transtorno de ansiedade do mundo. Índice de depressão também é um dos cinco mais elevados do planeta.

Eu me pergunto se a polêmica com “comidinhas da terra” e a guerra contra blogueiras que mostram uma vida perfeita e irretocável cheia de retoque é uma reviravolta ou só mais uma caça as bruxas?

Questiono a onda que grandes revistas e novelas vem surfando ao falar de beleza sem padrão, mas sempre dentro de um padrão, entende?

Porque é incontável o número de pessoas que lidam diariamente com gatilhos emocionais e psicológicos ao não se ver dentro do padrão de estilo de vida aceito, admirado e amplamente divulgado.

Mas, ao mesmo tempo, é gigantesco o crescimento das cifras e ações com blogueiras e gurus de um estilo de vida inatingível.

Não é contraditório?

Por isso quis escrever sobre o que é estilo de vida e como você e eu, gente comum, podemos nos livrar da “admiração ao inatingível”.

Um pouco de ciência social pra gente elevar a conversa:

“Estilo de vida é uma expressão moderna que se refere à estratificação da sociedade por meio de aspectos comportamentais, expressos geralmente sob a forma de padrões de consumo, rotinas, hábitos ou uma forma de vida adaptada ao dia a dia.

A construção de um estilo de vida não foge às regras da formação e diferenciação das culturas: a adaptação ao meio ambiente e aos outros seres humanos. É a forma pela qual uma pessoa ou um grupo de pessoas vivencia o mundo e, em consequência, como se comporta e faz escolhas.”

Há revistas, novelas e jornais anunciando padrões específicos de conduta, alimentação, roupas, práticas de esporte ou lazer como sendo “o estilo de vida” do momento.

No meio dos blogs o nicho estilo de vida ficou associado ao discurso fitness e de viagem, que fala de vida saudável e ativa sempre seguindo um padrão estético.

As imagens que o Google mostra quando pesquisamos o termo lifestyle ilustram bem o formato da caixinha de estilo de vida:

O que é Estilo de Vida - Lis Life

Vocês nunca se questionaram se só essas pessoas magras, ricas e bem dispostas tem um estilo de vida?

Eu me questiono e fui pesquisar para saber.

O termo “estilo de vida” denomina aspectos da vida social relacionadas ao comportamento de grupos específicos e individuos, como, por exemplo:

  • as classes sociais (concebidas numa perspectiva da teoria marxista ou simplesmente como segmentos das estratificação socioeconômica);
  • os novos ricos;
  • os aristocratas (e burgueses);
  • o american way of life;
  • as tribos urbanas punks, góticas, hippies, entre outros.

Ou seja, cada grupo desse é um estilo de vida, que nada tem a ver com um tipo físico, por exemplo. Em algum momento a sociedade fechou um quadro e tagueou como sendo o estilo de vida PADRÃO.

Quando alguém fala sobre estilo de vida a imagem que, geralmente, nos vem a cabeça é: gente magra, loira, branca, rica e sorrindo no meio de alguma atividade física ou viagem.

As imagens do Google para essa busca:

O que é Estilo de Vida - Lis Life

EU NÃO ME ENCAIXO NESSAS IMAGENS NEM NO BRANCO DOS OLHOS!

Mas, péra lá estilo de vida é algo SÓ bonito assim?

Não!

Na verdade, alguns padrões de estilo de vida constituem os principais fatores de risco comportamentais envolvidos em doenças crônicas e incapacidades sérias.

Doenças crônicas como as cardiovasculares e neoplasias, junto com os acidentes e violências, estão entre as principais causas de morte nas sociedades, desenvolvidas ou não.

Tais ocorrências são quase sempre associadas ao estilo de vida dos envolvidos. Numa análise bem rasa, tá? Não vou entrar no conceito social disso.

Pense em estilo de vida sedentário, que está associado a doenças como diabetes, colesterol, problemas cardíacacos, hormonais e etc.

 Qual a imagem que te vem a cabeça?

estilo de vida sedentário

Quando falamos de estilo de vida sedentário a imagem que nosso cerébro reproduz é a de uma pessoa acima do peso sentada no sofá, certo?

Mas, essas doenças essas não acometem só pessoas que estejam com sobrepeso ou obesidade, entendem?

O que é Estilo de Vida - Lis Life

 

Abro um grande parentesis, porém, contudo, entretanto aqui: Na vida real um estilo de vida sedentário não é privilégio (ou falta dele) de um determinado tipo físico, classe social, gênero ou etc…

Há pessoas magérrimas que são sedentárias e tem problemas de saúde. Mas, a imagem formada no subconsciente coletivo é gordofóbica.

Tá acompanhando meu racícionio?

Meu ponto aqui é que estilo de vida não é essa imagem que nos venderam e estamos reproduzindo como forma de opressão.

Estilo de vida não é sobre corpo, cor, raça, cabelo e etc… O “lifestyle” difundido pelo marketing e pela publicidade é que fez parecer isso!

Hoje, estilo de vida é objeto de estudo das ciências sociais (sociologia e etnologia) e da psicologia social/comportamental – e dessa moça que vos fala aqui.

Fato é que o estilo de vida de uma pessoa tem reflexo na sociedade que a cerca, vide o exemplo dos acidentes, doenças e violências citado acima.

Por isso, quando a gente pensa nos exemplos de estilo de vida que vemos na internet a proporção fica mais assustadora.

Quando falamos do poder das redes sociais, do discurso de sofá, da força da reprodução de padrões que o mundo prega e tantas outras coisas, vemos como o estilo de vida aceito pela maioria molda o todo.

Mas, a verdade é que esse formato de caixinha de estilo de vida nasceu e foi perpetuado apenas com o intuito de vender mais produtos e segregar quem os consome para vender mais baseando-se em status e o “aspiracional” do ser humado.

Problemas sociais e comportamentais podem ser compreendidos a partir da observação do estilo de vida de uma pessoa e seu meio de convívio, mesmo que virtual.

Mas, esse aqui é um blog de estilo de vida real. Cadê a coerência?

De tudo que estudei, aprendi que estilo de vida é mais do que reforçar padrões, é mais do que falar de saúde, beleza, bem estar e atividade física.

Vivemos um tempo onde estilo de vida é uma decisão diária de como o indivíduo vai viver a própria vida, não um padrão inatingível aos mortais.

Para mim, é bom estudar, debater e conhecer sobre estilo de vida para que a minha bolha de realidade se amplie, ganhe novas nuances.

Estudei a fundo para poder reforçar que não há padrão ou rótulo que englobe o que é um estilo de vida. Não há caixinha que defina o que é ser mulher independente, ser bonita, ser bem sucedida que vai caber todo mundo, sabe?

Passei a elaborar mais o meu entendimento de vida e a minha experiência quando comecei a observar com empatia o modo de ser da sociedade e dos indivíduos. Por isso, sigo livre para ser quem eu sou!

Organização Mundial da Saúde define estilo de vida como:

“é o conjunto de hábitos e costumes que são influenciados, modificados, encorajados ou inibidos pelo prolongado processo de socialização. Esses hábitos e costumes incluem o uso de substâncias tais como o álcool, fumo, chá ou café, hábitos dietéticos e de exercício. Eles têm importantes implicações para a saúde e são frequentemente objeto de investigações epidemiológicas”

Olha que afirmação reveladora o processo de socialização molda nosso estilo de vida!

Sabe o que é socialização nessa era: é todo tipo de interação que uma pessoa pode ter com o meio externo. Sabe o que pode estar ferrando a sua cabeça aí, fazendo você se odiar ou buscar algo que não é sua essência? O PROCESSO DE SOCIALIZAÇÃO QUE VOCÊ TA VIVENDO!

Ainda da OMS:

Recentes estudos baseados em evidências sobre a redução da mortalidade têm convincentemente demonstrado que intervenções no Estilo de Vida são tão eficazes quanto as terapias médicas.

A redução da mortalidade nos EUA atribuída às mudanças nos fatores de risco em função da melhora no Estilo de Vida e no ambiente alcançou 44%, enquanto que aquelas relacionadas às terapias médicas alcançaram 47%.

Entre os componentes do Estilo de Vida responsáveis pela redução da mortalidade se destacam, em ordem, a abstinência do tabagismo, redução da pressão arterial, prática de atividades físicas regulares, redução do sal na dieta, e aumento da ingestão de frutas e verduras.

Não é um problema que blogs de estilo de vida estejam tão na moda. Ei eu me incluo nesse nicho \o/.

Muito menos que estejamos vivendo o boom dos “life coach” e “lifestyle mentor”.

Sério, não é um problema!

O problema é querer encaixar TODO MUNDO num estilo de vida que é SÓ baseado em padrões estéticos, financeiros e elitistas.

Traduzindo o que disse a OMS, ter um estilo de vida saudável e, eu acrescento, positivo mental e espiritualmente é que deve ser a nossa busca para uma vida melhor. Não uma imagem, um padrão…

Se você sofre ao ver e consumir um estilo de vida, mesmo que seja só nas fotos do Instagram, meu conselho é: crie o seu estilo de vida e se relacione com pessoas e conteúdos que se assemelhem a você.

A gente deve usar a internet como ferramenta de crescimento. Evite conteúdo nocivo, preconceituoso e que só reforce padrões negativos para todas nós. <3

 

Referência científica: PORTES, LA. Estilo de Vida e Qualidade de Vida: semelhanças e diferenças entre os conceitos. Lifestyle J, 2011;1(1):8-10.
PS: As imagens desse post mostram como a busca do Google, simples, sem filtro, ilustra os termos ligados a estilo de vida.
0 In Beleza e Bem-Estar

4 coisas que me ajudam a controlar o açúcar no sangue

4 coisas que me ajudam a controlar os níveis de açúcar no sangue

Eu amo açúcar, fazer o quê? Mas, desde que entendi que a resistência a insulina e a diabetes são minhas “companheiras” de vida estou na luta para controlar o açúcar no sangue.

Se você é como eu, taurina, pode ser difícil resistir a todos as comfort food. Mas, todo mundo sabe que açucar em excesso faz mal.

No meu caso, o excesso ou a falta de açúcar no sangue são um problema. Há 2 anos eu aprendo, todo dia, a fazer esolhas que evitem as crises de hipo/hiperglicemia e suas consequências mais graves.

Mas, se você não tem problemas de saúde por que deveria se preocupar em controlar o açúcar no sangue?

Estabilizar o açúcar no sangue significa melhorar o humor, menos irritabilidade, hormônios mais equilibrados, metabolismos mais ativo e etc.

Sempre digo que quando eu escrevo eu memorizo, então aqui estão 4 coisas que me ajudam a controlar o açúcar no sangue:

Polvilhar um pouco de canela

Enquanto a maioria das especiarias tem seus benefícios, há um tempero que realmente desempenha um papel importante para controlar o açúcar no sangue – a canela! Este pó mágico ajuda a reduzir os picos de açúcar no sangue, reduzindo a resistência à insulina.

Adoro polvilhar canela no café, mas também na banana, na salada e até nas batatas doces assadas.

Vinagre de maçã

O vinagre de maçã também é mágico – faz maravilhas até no cabelo. Mas, na alimentação ajuda a controlar o açúcar no sangue melhorando a absorção de insulina.

Dizem que tomar uma colher de sopa de vinagre de maçã em um copo de água e mel em jejum é o ideal – se colocar uma pitada de canela é bônus! Eu passo beber isso em jejum. Mas, uso muito mais vinagre ou limão para temperar saladas e outrs comidas.

Coma antes de beber

Uma das formas mais comuns de aumentar os níveis de açúcar no sangue é beber álcool com o estômago vazio. Coisa que eu falho miserávelmente, dia desses, quase desmaiei num churrasco por fazer isso.

O ideal é antes de começar os bons drinks fazer um lanche rápido para controlar os níveis de açúcar no sangue. As bebidas açucaradas fazem o mesmo efeito que o álcool, então comer um pouco antes daquele copo delicioso de coca cola me ajuda.

Lanche muitas vezes

Pequenos lanches em intervalos de no máximo 3 horas me ajuda a controlar os níveis de açúcar no sangue. Sempre lanches de baixo índice glicêmico, que ainda estou aprendendo para aumentar o cardápio.

Em geral, como nozes, pequenas porções de uvas ou morangos, biscoitos de arroz e chás não adoçados.

Esses alimentos liberam açúcar no sangue de forma mais lenta do que lanches com alto teor de carboidratos, como batatas fritas ou biscoitos, levando a níveis de açúcar no sangue mais estáveis.

Ah, como vocês viram eu bebo álcool, refrigerante e ainda como doces, mas não todos os dias como no passado 🙂

Tem mais alguma dica para me ajudar nessa lista?

0 In Estilo de Vida

10 coisas simples para começar a semana bem!

10 coisas simples para começar a semana bem

Começar a semana bem pode ser uma tarefa difícil. Especialmente, se você odeia segundas-feiras.

Te entendo e já odiei também!

Mas, aprendi  10 coisas simples que me ajudam a começar a semana bem, de verdade.

Nesse primeiro mês do ano todo mundo quer se sentir renovado pela alegria das festas e prontos para o dia a dia.

10 coisas simples para começar a semana bem

Isso é ótimo, eu também quero!

Por isso estou me esforçando para colocar em prática, nessas duas semanas do ano, coisas que façam essa sensação de renovação me acompanhar durante todas as Segundas-Feiras que vem pela frente.

A maturidade pouca que tenho me ensinou que uma semana boa depende de alguns fatores bem simples.

Descanso

Sacrificar o descanso do fim de semana para terminar um projeto ou encarar baladas 3 dias seguidos pode ser tentador. Mas, estudos provam que jogar um tempinho fora descansando nos torna mais produtivos.

10 coisas simples para começar a semana bem

Desligar e ficar longe do agito e até das redes sociais é uma arte.

Siga horários

Passar horas assistindo Netflix e dormindo, em looping eterno, é meu programa favorito do final de semana. Se tiver uma panela de brigadeiro comigo, então? Mas, a ciência diz que nosso relógio biológico precisa dormir e acordar sempre na mesma hora.

Mesmo aos finais de semana, manter horários equilibrados faz nosso e metabolismo funcionarem muito melhor.

Acordar cedo no final de semana não é minha praia, mas chegar ao meio dia na cama (todo final de semana) é de uma inutilidade sem fim.

Tento dormir 9 horas nos finais de semana, comer pelo menos 1 refeição bem feita e curtir o que faço entre um dia e outro.

Planeje seus objetivos da semana

Eu costumo anotar na minha agenda os compromissos da semana e usar alarmes no celular com as tarefas e as datas.

10 coisas simples para começar a semana bem

Planejar a semana dá uma tranquilidade quando a gente é adulto e tem mais responsabiliades pra lidar do que tempo pra elas.

Definir prioridades para a semana

Prioridades mores, eu tenho! Decidir o que é importante e me concentrar nessas coisas primeiro. Se tudo for importante, separe o que for vital ou urgente para ser feito primeiro e vá dando prioridades a sua vida.

Converse SÓ com pessoas que importam

A ciência provou que são os relacionamentos que nos mantêm felizes e saudáveis. Por isso, eu uso o final de semana para me reconectar com pessoas que realmente me fazem bem.

Ver, tocar, sentir o cheiro e conversar com calma com pessoas boas faz um bem danado. Aqui também eu destaco que uma vida espiritual nos reconecta com algo maior, então se ir a igreja é sua praia: faça isso 🙂

Compre e prepare sua comida para a semana

Poderia ser dica de economia ou vida saudável. porque planejar refeições ajuda em N fatores da vida adulta. Comprar o que preciso e ir para a cozinha com calma é uma terapia e me poupa muito tempo durante a semana.

Pense suas roupas

Graças ao armário cápsula permanente eu deveria ser super prática na hora de me vestir.  Mas, ainda ando me procurando nas roupas que tenho.

Todas as vezes que tirei um tempo para pensar as roupas da semana eu fui muito mais feliz, não me atrasei e me vesti melhor.

Organizar

Meu carro, bolsa, livros, gavetas – nem vou falar do meu guarda roupas. Tudo coisa que eu preciso organizar. Eu sei que a sensação de organizar coisas faz mágicas na nossa cabeça, por isso o método KonMari é tão popular!

Quando eu dedico algum tempo para organizar me sinto mais no controle da minha vida.

Reflita sobre a semana que passou

Um exercício de meditação e mindfullness que eu faço em 3 passos:

  • Olhar pra trás e ver as coisas que funcionaram e as que não deram tão certo assim.
  • Anotar coisas que me fizeram sorrir ou chorar.
  • Escrever as lições que aprendi ou que preciso aprender.

Esvazio a cabeça através desse momento de reflexão, faço minhas orações e, às vezes, tomo uns bons vinhos fazendo isso.

10 coisas simples para começar a semana bem

Comemore suas realizações

Se você estabeleceu algumas conexões valiosas, produziu bem no seu trabalho ou conseguiu levantar cedo todos os dias: well done!

Não há sentido em conquistar coisas se você não tirar tempo para apreciar e sentir gratidão por elas.

Muitas vezes o único e maior bem que nos acontece é acordar dia após dia, comer, respirar… Tento  encerrar o final de semana sentindo gratidão e pensando nas coisas boas que tenho, por mais simples que pareçam.

2 In Beleza e Bem-Estar

Cardápio detox: voltando ao rumo

Cardápio Detox é um hábito que venho tentando incorporar na minha rotina há algum tempo.

Comecei esse ano bem devagar, capegando, mas decidi que Janeiro vai ser o meu mês de desintoxicação. É hora de desingraxar as articulações e voltar pro jogo de cuidar da minha saúde.

Começar o ano seguindo um cardápio detox é só uma das coisas que estou fazendo para minha desintoxicação!

Mas, a desintoxicação é um desafio imenso.

Não apenas porque vou diminuir o álcool, açúcar refinado e glúten, entre outros dos meus vícios favoritos. Mas, porque vou cozinhar mais em casa, o que pode parecer simples, mas me dá 5x mais trabalho.

Cozinhar ou comprar marmitinhas, tudo vai depender da minha agenda no trabalho.

Por isso, para tornar a minha desintoxicação mais REAL, montei um Cardápio Detox com receitas básicas e simples.

São receitas para deixar semi-pronto com antecedência, mas que tem um tempo de cozimento baixo. Eu levo em consideração que eu trabalho 12 horas por dia e se eu complicar demais, não rola.

Modéstia a parte, acho que todas as receitas tem toneladas de sabor, mesmo sendo simples. São refeições complexas, caseiras e limpas todos os dias, igual aprendi na reeducação alimentar. Com um pouco mais de dedicação nos dias de preparação e o meu cardápio detox fica 1000 vezes mais delicioso – sem mencionar fácil.

Sobre a lista de compras, preparação e planejamento:

Fiz uma compra grande num domingo pela manhã e cozinhei a tarde, por 2 horas. Depois só precisei de uma parada rápida num empório para um reabastecimento na quinta-feira.

Me dou cerca de 20 minutos de tempo de preparação todas as manhãs para montar o café da manhã e almoço (quando vou levar marmita).

O jantar eu faço todo dia em menos de 30 minutos pra comer tudo fresquinho.

Mas, o cardápio detox não funciona sozinho. Estou seguindo algumas limitações para ajudar o corpo a se desintoxicar de vez!

Reduzir:

Não vou ser hipócrita e dizer que vou cortar esses dois prazeres, mas vou diminuir muito o consumo.
Vou focar em beber vinho ou vodka e evitar cerveja. Me limitar a dois café expressos por dia, que eu já tomo sem açúcar.

* Cafeína
* Álcool

Cortar:

Tudo que está aqui na lista eu já não como com frequência. Mas, como por exemplo, aos finais de semana, coisa que eu vou evitar nesse cardápio detox mensal.

* Laticínios
* Glúten
* Milho
* Soja
* Batatas e Mandioca
* Açúcar refinado
* Arroz branco

Evitar ou comer com parcimônia:

* Marisco
* Carne vermelha
* Ovos
* Nightshades (tomates, berinjelas, pimentas, batatas)
* Geléias, mesmo naturais e sem açúcar.

Vamos ao cardápio? Se você quer entender como eu monto um cardápio, leia esse post aqui (é link).

Para o lanche e café da manhã

Meu café da manhã e lanches são bem simples porque eu sempre como no carro a caminho de algum compromisso.

Tenho essa receita de Panqueca simples sem glútem e sem lactose como uma opção pra deixar na geladeira e ir variando o recheio e acompanhamento.

  • 1 xícara (chá) de farinha de arroz
    1 ovo
    1 xícara (chá) de leite sem lactose
    1 colher (sopa) de óleo de coco (doce) ou azeite (salgada)
    1 pitada de sal ou xilytol/stévia
  • Bater tudo no mixer e assar.

Minhas variações: biscoito de arroz, tapioca, crepioca e mini tortinhas que aprendi essa semana (quando acertar a receita eu posto aqui).

Para o almoço

Meu almoço tem sido em restaurantes, enquanto estou no escritório que não posso levar marmita. No meu prato diariamente tem folhas verdes (escuras de preferência), leguminosas, vagens, chuchu e uma proteína magra, de preferência peixe.

Para o Jantar

Comprei 1kg de peito de frango, 2kg de peixe branco, 15 ovos e 1 queijo branco sem lactose para o mês inteiro. Essas quantidades dão pra duas pessoas, sou péssima em medidas.

Deixo os temperos já cortados na geledaira e uso basicamente cebola, alho, salsa, cebolinha, sal do himalaia e pimenta em pó.

Compro um pote de mix de folhas por semana para ter sempre uma salada fresca de acompanhamento.

Tenho 10 opções de pratos na minha lista para o cardápio detox:

  • Ovos mexidos com legumes (cenoura e vagem).
  • Frango desfiado ao curry.
  • Frango desfiado com legumes picados.
  • Peixe no leite de coco.
  • Peixe refogado no limão.
  • Panqueca com frango desfiado e queijo lac free.
  • Omelete com queijo lac free.
  • Crepioca com queijo lac free e frango.
  • Cubos de peixe frito no azeite trufado.
  • Peixe assado com chuchu no limão.

Para facilitar, cozinho o fango/peixe de uma só vez e vou usando dias seguidos variando e reaproveitando o tempero. Por isso, sempre como peixe/frango dias seguidos aqui em casa, eu não ligo.

Minhas opções especiais para os finais de semana ou quando dá vontade:

  • Pão de queijo sem glúten e sem lactose.
  • Macarrão de arroz ou biffun.
  • Carne vermelha em cubinhos – que eu amo ♥
  • Chilli sem feijão – só carne/bacon/queijo/pimenta.
  • Strogonoff lac free.

Agora, minha luta vai ser sobreviver a TPM!

Um edit pré publicação: A inclusão dos alimentos da lista abaixo auxiliam esse processo de detox do corpo. São alimentos que atuam no processo digestório, no melhor funcionamento hepático e imunológico. Todos tem propriedades anti-inflamatórias, anticancerígenas e ajudam a combater os radicais livres, fazendo com que o organismo volte ao equilíbrio.

17 alimentos detox - Cardápio detox